O que é logística reversa

O que é logística reversa
Data:

A logística reversa é muito importante para as empresas e para a sociedade. Mas o que é a logística reversa? Como o nome indica, é uma área da logística que tem como principal objetivo ter um retorno de materiais utilizados para a produção.

É uma logística que busca solução ambiental, social e econômica. Pela lei, ela está implantada desde de 2015, mas não são todas as empresas que utilizam o sistema de logística reversa.

Ela busca o reaproveitamento ou descarte apropriado de materiais a preservação ambiental. Se sua empresa de logística consegue implantar a logística reversa obtendo lucros, o seu negócio vai estar alcançando a sustentabilidade econômica e ambiental.

A logística reversa é nada mais que um conjunto de ações e procedimentos que buscam viabilizar a coleta e a restituição dos resíduos sólidos no setor empresarial, assim sendo importante para que as empresas não se tornem inimigas da sociedade.

A implantação da logística reversa está ligada a um desenvolvimento sustentável, já que possibilita a reutilização e redução no consumo de matérias-primas.

Sempre que você perceber que há lixo nas estradas e rios, é porque alguma empresa falhou em sua logística reversa. Confuso? Vamos explicar direito.

Os primeiros responsáveis pela logística reversa são os consumidores, já que “todos” sabem que lugar de lixo é no lixo. Quando jogamos o lixo fora, acabou nossa responsabilidade e ele desaparece, certo? Errado.

O que acontece depois também é nossa responsabilidade. Quando o lixo está todo misturado, ele é levado para os lixões ou aterros sanitários. Daí que começa o problema, já que, no Brasil os lixões estão proibidos porque causam graves problemas a saúde e ao meio ambiente.

E os aterros estão cada vez mais lotados, logo não terá mais espaço para tanto lixo. Mas calma, a boa notícia é que isso não é lixo e sim resíduos. O lixo é que não tem vida, não é utilizado para nada, já os resíduos têm o seu valor, só precisam ser separados adequadamente.

Isso é coleta seletiva, ou seja, a separação dos resíduos entre secos, úmidos, perigosos e rejeitos.

Resíduos Secos: são os papéis, plásticos, vidros e metais. Esses resíduos são encaminhados para o centro de triagem, onde são separados para as indústrias de reciclagem.    Reduzindo a exploração de recursos naturais.

Resíduos Úmidos: restos de alimentos crus ou cozidos, principais responsáveis pela lotação dos aterros. Uma forma de evitar isso, é não ter desperdícios. O que for descartado levar para uma composteira caseira para virar adubo orgânico, assim sendo utilizados em hortas domésticas e plantas.

Rejeitos: são os resíduos que não tem como reciclar, são os únicos que têm que ir para os aterros, sendo enterrados e tratados. No final o lugar do aterro pode ser recuperado.

Resíduos Perigosos: podemos destacar as pilhas, baterias, produtos eletroeletrônicos e seus componentes e medicamentos. Eles são perigosos porque tem substâncias tóxicas quando em contato com o meio ambiente, ou seja, a responsabilidade é de quem consome e quem produz.             

Por isso foi criada a logística reversa, porque os fabricantes são os responsáveis pelo destino final do seu produto, garantindo que os produtos perigosos não entrem em contato com a água, a terra e o ar.  Os consumidores devem descartá-los em locais de coletas, nunca em lixo comum.

A solução está nas mãos de todos: do governo, das empresas, dos catadores e da população, isso é a responsabilidade compartilhada.

A logística comum envolve são estratégias para produzir e entregar produtos mais baratos e com mais rapidez para as lojas e consumidores. Entretanto, a logística reversa envolve estratégias para recolher esses produtos utilizados de forma barata e rápida.

A entrega do produto depende do fabricante e de sua transportadora. Ambos executam estratégias para que os produtos cheguem nos locais de vendas. Para logística reversa acontecer, os fabricantes e transportadores devem ser incentivados pelo governo, as lojas pelas as empresas e as pessoas pelas empresas e pelas lojas.

As propagandas de empresas em locais de venda, para incentivar você a retornar as pilhas entre outros objetos, indicam que a empresa está se esforçando para sua logística reversa melhorar. Outro fator que pode colaborar, é agrupar os resíduos em um único local, assim ocorre a coleta otimizada.

As ONGS poderiam ajudar no recolhimento dos produtos, assim a empresa diminui o valor de recolher e encaminhar cada produto para seu devido local, tendo o incentivo da empresa essa ONG pode doar um pequeno utilitário para a coleta.

Ambos saem ganhando, a empresa ganha o incentivo fiscal com a doação e a ONG ganha com o produto.

Um exemplo, uma empresa que faz pneus deve receber de volta seus produtos já usados. O consumidor que usou deve encaminhar o produto para postos de coleta onde é retirado pelo fabricante, assim, a empresa de pneus vai reutilizar após alguns procedimentos.

Reciclagem de garrafas PET, devolução de correspondência, reciclagem de eletrônicos, pilhas e óleo lubrificante usado, entre outros produtos, são exemplos de logística reversa.

Benefícios da Logística Reversa

São muitos benefícios que a logística reversa traz para sua empresa. Primeiramente, você vai estar cumprindo a lei e beneficiando a sociedade, sendo um ótimo argumento de marketing nas estratégias de comunicação.

Para a logística reversa ser bem aplicada, tanto o fabricante quanto as empresas são responsáveis por sua logística. Ambos têm que perceber e ter uma visão global.  Os resíduos, os transportes, o armazenamento e o produto são responsabilidades das empresas envolvidas.

A empresa vai estar ajudando uma economia que gera novos produtos com resíduos que seriam descartados, ao implantar essa estratégia de logística.

Ela permite também que as indústrias usem tecnologias mais limpas, facilitando a produção de embalagens e produtos que serão reciclados com mais facilidade.

Também cria um sistema de responsabilidade, entre governo, empresas e consumidores. Além de possibilitar que os resíduos retornem para as empresas de origem, assim não vão conseguir poluir ou contaminar o solo, rios, mares, florestas, entre outras áreas que fazem parte do meio ambiente

É só ter consciência que o lixo é para sua empresa e para você pode ser usado por outras companhias e empresas que irão produzir outros produtos. Assim, tendo mais emprego para as pessoas e fazer uma movimentação nessa nova economia.

 



DEIXE SEU COMENTÁRIO: